terça-feira, 30 de março de 2010

Conta-nos uma história...



No dia a dia do Jardim-de-infância, aquilo que se planeia nem sempre corre como se pensou, pois os planos previamente feitos, nem sempre despertam nas crianças o entusiasmo que nós pensámos que iriam despertar. Foi o que aconteceu na nossa sala com o concurso "conta-nos uma história", lançado pela DGIDC, e a que nos propusemos concorrer. As ideias foram muitas, e boas, mas depois, na hora de as concretizar, o "medo" do microfone sobrepunha-se a tudo o resto e simplesmente não conseguíamos chegar ao fim.
Até que... já na sexta-feira à tarde, eu reparei que eles brincavam "aos microfones" e diziam frases curtas e concretas. Vim para casa a pensar no assunto, pensei na nossa história colaborativa, a história da estrela-do-mar, que foi construída no âmbito do Plano Nacional de Leitura e para fazer a ligação entre o projecto eTwinnig "Twinkle, twinkle, little star" e o Projecto Ibero/Americano, "Todos somos precisos. - As nossas ribeiras", sobre 2010-Ano Internacional da Biodiversidade e decidi escolher algumas frases da nossa história, que eles conhecem muito bem, adaptá-las, associar-lhe uma imagem daquelas que eles tão bem fizeram, e convidá-los a dizê-las ao microfone. Ontem de manhã, mesmo em interrupção lectiva, fui ao Jardim e com algumas das crianças que estavam na Componente de Apoio à Família, gravámos a nossa história.
Acabei por submeter a história ao concurso.
Não sei qual vai ser o resultado, nem sequer se vai ser aceite, mas mesmo assim estou feliz porque, para lá do resultado final, que está muito longe de ser o nosso principal objectivo, conseguimos concretizar uma das tarefas a que nos tínhamos proposto e, em conjunto, conseguimos construir uma nova história de que muito nos orgulhamos e, assim que tivermos autorização vamos publicar no blog. Até lá todos vamos ter que esperar com paciência...

quinta-feira, 25 de março de 2010

Presentes e desafios...










Com a Páscoa à porta é tempo de preparar um miminho para as famílias. Para isso cada menino fez o seu coelhinho, que decorou a gosto e também o seu cartão para onde copiou a mensagem de Páscoa feliz!
Hoje foi dia de o rechear de amêndoas. Para isso pedi a cada criança que contasse os elementos da sua família e que retirasse do pacote de amêndoas, duas amêndoas para cada um. Foi muito engraçado observar as estratégias de cada um para descobrir quantas amêndoas devia tirar. E o resultado foi uma grande concentração e contagens e recontagens, desde o quadro negro, aos dedos e aos risquinhos no papel.
E eles gostam tanto deste tipo de actividades que o Hugo até comentou que hoje o dia tinha passado muito rápido e muito divertido. É um encanto vê-los crescer!

quarta-feira, 24 de março de 2010

Em busca da nascente do rio...



Neste Ano Internacional da Biodiversidade, e porque é de pequenino que se aprende a respeitar a vida e a construir um mundo melhor, nós, no JI de S.Bento, aproveitando a chegada da Primavera, o Dia Mundial da Água, os recursos naturais locais, como o Rio Jamor e a riqueza da biodiversidade local, decidimos partir á procura da água, um bem precioso e que é urgente preservar. Assim, e com a ajuda do pai do Sebastião, que nos indicou os locais onde, sem perigo, podíamos observar de perto a fauna e a flora da região, saímos para mais um dos nossos passeios de campo. E descobrimos...



E agora querem ouvir a canção do nosso rio?

video

Então gostaram? Não canta bem o nosso rio?

segunda-feira, 22 de março de 2010

Hoje falou-se de...



Como não podia deixar de ser, hoje, na nossa sala, falou-se de água. Como é, onde podemos encontrá-la, porque é que precisamos dela e o que fazer para preservar este bem precioso.
Logo de manhã lemos um bocadinho do livro de Sidónio Muralha "Valéria e a Vida". Depois tentámos descobrir quais a características da água. Chegámos á conclusão que a água é incolor, inodora e não tem sabor. Também dissolvemos várias substâncias, como açúcar, sal, terra, sumo de laranja, café, farinha, azeite e concluímos que todos se dissolviam menos o azeite e que a água ficava com a cor, o sabor e o cheiro da substância que era dissolvida.
Á tarde, e porque a Primavera já chegou e o tempo ameno convida a um passeio, levámos o nosso cestinho de exploradores e fomos à procura de uma fonte, para conhecermos um dos locais de onde provem a água. Mais uma vez foi um dia repleto de descobertas e de aventura que vai continuar por esta semana. No final da semana prometemos que mostramos como foi...
Boa semana
Luz e meninos de Valejas



O cestinho do exploradores, desta vez com um conta gotas, para podermos recolher água da nascente

sexta-feira, 19 de março de 2010

Para o Pai, com muito amor!...



Este ano fizemos porta chaves. Uma prenda simples, mas feita com muito amor. Ficou bonita, assim como a embalagem, mas o que verdadeiramente me encantou foi aquilo que eles disseram acerca dos seus pais...
Deixo-vos aqui uma amostra...







E aqui ficam as vozinhas...

quinta-feira, 18 de março de 2010

Dançar é...





"Dançar é contar uma história com o corpo". (Diogo - 4 anos)

Com viagem marcada à "roda da dança", hoje fomos ver um bailado.
"A menina de Pedra" falava da paixão de uma menina pela dança, da felicidade que essa paixão lhe proporcionava, da inveja que essa paixão despertava numa bruxa que se pensava dona da praça que a menina usava para dançar, e do modo como a bruxa, retirando "o pensamento" à menina, conseguiu manipular a sua paixão e transformá-la numa estátua triste e abandonada. Mas falava também de amizade e unidade, e de como, mesmo com medo da bruxa e dos seus poderes maléficos, os amigos da menina conseguiram derrotar o mal e ajudar a menina a reconquistar o seu pensamento, os seus movimentos e a sua arte, a dança.
Foi hoje, Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, uma sala que tinha os seus 4000 lugares completamente repletos por crianças que se deixaram arrastar pelo som, pelo movimento e os levou a interagir com o palco...
Um momento especial e de rara beleza proporcionado pela Orquestra Didáctica da Foco Musical e pelos bailarinos do Quorum Ballet.
Deixamo-vos aqui a entrada e o final. Dois momentos espectaculares...

video

video

"Dançar é mais
Que eu e tu,
É um por todos
e todos por um"

quarta-feira, 17 de março de 2010

Por baixo dos nossos pés...




Neste Ano Internacional da Biodiversidade temos falado muito do nosso Planeta Terra e de como todos podemos contribuir para a sua preservação. E eles, que gostam muito deste tema, têm sempre muitas perguntas e querem sempre saber mais. Por isso, e com o objectivo de encontrar respostas para as nossas perguntas, mais uma vez saímos da escola e fomos ao nosso caminho secreto, desta vez para descobrir o que existe por baixo dos nossos pés e... Nem imaginam as coisas que vimos, e as conclusões a que chegámos. Querem saber o que foi? Então venham daí connosco!!!


video

domingo, 14 de março de 2010

Eu e o meu papá...



Porque o Dia do Pai está aí mesmo à porta, o Pai tem sido a figura de destaque na sala.
Querem conhecer os nossos pais?
Olhem que vale a pena.
Eles estão fantásticos!!!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Em tempo de coisas boas - Articulação...



É muito bom trabalhar em S. Bento/ Valejas.
A escola é pequena, familiar e a comunidade escolar funciona com calma, paz e harmonia, assim como se fosse uma família alargada...
Uma das coisas boas de Valejas é a Componente de Apoio à Família, gerida pela Associação de Pais e da responsabilidade da Educadora Filipa, uma Educadora novinha mas também doce, afável, organizada, muito lúcida e uma excelente profissional, preocupada sobretudo com as crianças e com o seu bem-estar. Em vez de se preocupar em "mostrar serviço", preenchendo o tempo das crianças lhe estão confiadas com mil e uma actividades, a Filipa sabe o quanto as crianças necessitam de "espaço", após um dia intenso de cinco horas lectivas, e procura diversificar e complementar o que se vai fazendo na sala de aula. É muito fácil e muito bom trabalhar com ela.
No início do Ano, em conjunto, analisámos os nossos planos anuais. Depois ajustámos agulhas e assim vamos procurando trabalhar em sintonia. E as coisas estão a correr bem.
As crianças são felizes na sala e no prolongamento. Só é pena que algumas tenham que permanecer tantas horas na escola...São muito novinhas e algumas saem e voltam muito cansadas. Que tempos estes que estamos a viver!...
E hoje…
Hoje mais uma vez, foi dia de supervisão, e portanto, mais uma vez tive o privilégio de estar um bocadinho com a Filipa e as crianças. Na nossa sala, entre outras coisas, e para pôr em prática o Plano Anual de Sala, temos falado de dança, temos visto, observado e dançado vários tipos de dança e, na próxima quinta feira até vamos ao ballet. Por isso hoje, quando fui ter com eles, tive uma agradável e grande surpresa. Eles estavam a preparar uma dança. Deixo-vos aqui a minha surpresa...


video

quinta-feira, 11 de março de 2010

Ainda a propósito da Madeira...


A água a cair em cima das casas e das meninas. Era tanta que as casas até se partiram... - Matilde


A brincar no tapete, o Leandro, o Tomás e o Sebastião, constroem uma grande casa em lego. O Rodrigo, acidentalmente, derruba uma das paredes. O Leandro fica muito zangado. Diz o Tomás: - Não te zangues Leandro, faz de conta que estamos na Madeira. Lá as casas também caíram. A tempestade e a chuva deitaram as casas ao chão.
-Pois foi, eu vi na televisão. -Diz a Mafalda
-Choveu muito e o rio encheu. - Carolina
-E o rio levou as casas e os carros - Tomás
-E partiu tudo e estragou as coisas das pessoas. Eu vi um senhor que até estava sem camisola. - Rita
-A água e o vento levaram as roupas e as estradas. - Inês
-A água estava toda castanha. - Matilde
-O vento empurrou a terra para a água e ela ficou castanha. - Mariana
-Acho que morreram para aí 20 pessoas. - Bárbara
-Os polícias tentaram ajudar mas não conseguiram. - Diogo
-As pessoas morreram porque ficaram debaixo de água e não conseguiam respirar. -Daniela
-Pois, se não se respira morre-se. - Diogo
-Na tempestade o sol não se vê e as nuvens estão "pêtas". -Rodrigo
-Ficaram pretas porque estavam todas cheias de água. - Sebastião
-Porque o sol puxou a água do mar para as nuvens. - Bárbara
-Isso, acho que é o vapor. - Sebastião
-Mentira, isso é mentira. Eu sei que a água vem da torneira... - diz o Leandro todo zangado.
E o Hugo corrige: - Sai da torneira, mas vem do cano.
-Ou do poço. - Tomás

E a conversa continuou animada...
Eu, como tinha gasto o bocadito de papel que tinha no bolso para ir tomando notas, não consegui registar mais nada e perdi o resto do diálogo.
Mas deste pedacinho de conversa fiquei com duas certezas: A primeira é que as nossas crianças estão muito atentas ao que se passa ao seu redor e a segunda é que... tenho mesmo que me apressar a falar no ciclo da água ou, se não o fizer, corro o risco de já não ter nada de novo para contar...

São espantosas as nossas crianças!!!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Uma história colaborativa




No âmbito do Plano Nacional de Leitura e porque temos estado a falar de estrelas e vamos começar a falar de Biodiversidade, na nossa sala tem-se estado a falar de vida em meio aquatico. E dessas conversas nasceu uma história colaborativa que se chama "Uma estrelinha muito especial".

quinta-feira, 4 de março de 2010

Mais um presente dos nossos amigos Polacos...





Chegou de Lublin acompanhado de uma mensagem que diz: " Snowmen for you:)))".
É muito bom ter amigos na Polónia!!!