quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Óscar e Pipoca

PhotobucketJá há algum tempo que a nossa sala tem um novo habitante. Chama-se Óscar e é um peixe da espécie dos "cometa",que pertence à grande família das carpas. É cor de laranja e branco e é um bocadinho maior que a Pipoca.
Foi-nos oferecido pelo Santiago para fazer companhia   à Pipoca que vivia sozinha há muito tempo.
Agora andam sempre atrás um do outro, às voltinhas dentro do aquário.
Às vezes a Pipoca  vai à frente e o Óscar atrás.

Photobucket

Outras vezes é o Óscar que vai à frente e a pipoca que vai atrás...

Photobucket

Nós achamos que eles já são muito amigos, pois a Pipoca dá muitas "cabeçadinhas" ao Óscar e o Óscar dá-lhe beijinhos de peixe.
Com a chegada do Óscar, o nosso aquário ficou mais bonito e a nossa sala mais rica. Temos um amigo novo!

domingo, 25 de novembro de 2012

Há dias que são ilhas...

O dia estava cinzento, chuvoso e convidava a ficar em casa... Mas era especial pois era o dia do encontro anual etwinnig e da entrega dos prémios nacionais. Foram dois para a nossa sala e ainda a possibilidade de nos candidatarmos ao prémio Europeu. Foi um grande dia para mim, para as crianças, para a nossa sala,  a nossa escola e para o agrupamento, que ontem esteve presente em força, com mais duas educadoras e o presidente do agrupamento, o professor António Seixas e o vice presidente o professor Rui. Foi muito bom sentir que esta aventura etwinnig não é apenas nossa, da nossa sala, mas pertence também a toda a comunidade escolar e que a nossa escola está entre as melhores escolas europeias. E o mérito é sobretudo das crianças pois com o seu entusiasmo e envolvimento tornaram possível o reconhecimento do nosso trabalho. A todos as crianças que durante o ano lectivo passado trabalharam comigo nos projetos "What a wonderful world" e "Kindergarten without toys" o meu imenso obrigado. Sem vós nada disto seria possível!
 


 
 

domingo, 18 de novembro de 2012

2012, Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Intergeracional

   "Eu e a minha avó" - Rita Branco Rodrigues

Neste Ano Europeu do envelhecimento ativo e da solidariedade intergeracional, deixo-vos com um video de Po Chou Chi, que nos fala da vida tal como ela é...
Uma boa semana.



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Não faz mal ser diferente...


Com o Dia internacional da Tolerância à porta, era impossível não falar na diferença, por isso, esta semana foi dedicada ao Elmer, um elefante diferente. E tem sido uma festa, porque este ano tudo é uma festa!!!... Começámos por ouvir a história do Elmer, de David Mc´Kee.
 



Depois, e porque o importante é que eles sejam felizes e também porque todos nós somos diferentes,  deixei de lado a vontade de fazer "muitas coisas" e decidi-me a fazer um concurso de "caretas" ou caras feias, a que eles aderiram plenamente. E divertiram-se imenso a fazer "as caras mais feias do mundo" e a vê-las reproduzidas no quadro interativo. E amanhã vamos votar para ver qual é a melhor! Querem ver as nossas caras feias?
video
E agora um segredo; Sabem que nós estamos cada vez mais crescidos? Como é que sabemos? Ora, porque já fazemos muitas coisas bonitas e muito bem feitas Querem ver? Hoje a Luz deu-nos um Elmer em branco e explicou-nos que tinhamos que desenhar o seu pêlo de uma forma especial, tão especial como o Elmer. E nós empenhámo-nos tanto neste trabalho que ele ficou mesmo especial... Uma pequenas obra de arte! Querem ver como ficaram os nossos elefantes? Então...
...Atenção senhoras e senhores, meninas e meninos, apresentamo-vos o Elmer, um elefante muito, mas mesmo muito especial!
 
video
 
 

sábado, 10 de novembro de 2012

Agora não posso...

A cena é simples...
Na casinha, numa grande confusão, ou não fosse esta uma turma barulhenta, brinca-se com empenho e com afinco. A Joana que é mãe, põe a mesa, sacode atoalha, lava a loiça num labor que me cansa só de olhar...

O Guilherme monta a sua barbearia e barbeia o seu cliente habitual, o Rodrigo Coelho...

 
 
Enquanto eu jogo ao ludo com algumas crianças que gostam de contar. Do meio do barulho sobressaem, de vez em quando, uns latidos, sinal que havia animais em casa... Abeiro-me da casinha e peço a uma das crianças:  - Desculpa filho, podes dar-me esse prato que está aí caído, por favor. Resposta pronta: -Desculpa Luz  mas agora não posso. É que eu agora sou cão!
E lá teve a mãe que fazer o que fazem todas as mães. Apanhou o prato e arrumou-o no lugar.
Voltei para a mesa e ainda não tinha aquecido o lugar quando ouvi chorar. Levantei-me a correr, e perguntei à criança que chorava... - O que foi filho, o que foi?
-Foi o ... que me mordeu, ele mordeu-me com força!
Apontando o dedo ao culpado perguntei indignada: - Então, amigo, o que é que se está a passar?
A justificação não se fez esperar. -Então... tu não sabes que eu sou cão!



sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Há horas felizes...

Pois é, eu acho que temos mesmo uma fada madrinha...
Este ano letivo, que está longe de ser fácil, e que me tem tirado algumas noites de sono e feito procurar novas estratégias e ajustar a forma de estar na sala às necessidades e interesses das crianças, também tem tido muitas alegrias e muitos momentos bons. Um destes mimentos aconteceu hoje com dois novos prémios concedidos ao nosso trabalho. Estou feliz, muito feliz. É muito bom ver o nosso trabalho reconhecido! Prémios Nacionais etwinnig.
Bom fim de semana.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Hoje é o dia da...

Há uns dias, o Henrique chegou à sala muito contente.
-Sabes, o meu Pai disse que eu já estou mesmo crescido, porque vim no carro a ouvir as notícias da manhã e estive com muita atenção. Queres saber o que ouvi? Ouvi o senhor explicar que dia é hoje. Sabes que dia é hoje? Hoje é o dia da "Saúde Mentol". ( Saúde Mental)

Sem dúvida alguma um dia muito saboroso!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Onde está o açúcar?

 
Ontem na nossa sala o dia não foi de bruxas, mas de magia... Alguns de nós ainda são um bocadito pequenos e não gostam muito dessa coisa dos bruxedos... É que as bruxas, podem ser muito assustadoras e os mais pequenos às vezes têm um bocado de medo...  Por isso em vez do dia das bruxas, nós festejámos o dia da magia. 

Por isso em vez de trazer apenas coisas de bruxa, nós podíamos trazer qualquer coisa que fosse mágica. Querem ver o que trouxemos?


 

E foi mesmo mágico, a sério!
Não acreditam? Pois podem acreditar. Porquê? Isso é fácil...
Logo depois da chegada, e do Rodrigo Perpétuo ter distribuido os rebuçados que a mãe nos ofereceu para "as doçuras ou travessuras", e da Beatriz Pinto ter partilhado as argolinhas que tinha feito com a avó, decidimos fazer bolinhos de bruxa. E sabem que eram mágicos... quem percebeu isso foi  o Afonso Catalão. Como? Ele tinha visto deitar o açúcar e a manteiga para dentro da tigela de amassar os bolinhos. Depois de mexer um bocadinho os ingredientes passou ao amigo do lado, e este a outro e a mais outro e todos mexeram. Quando a tigela voltou ao Afonso e ele olhou para dentro dela perguntou: "Onde está o açucar?"...
Tinha mesmo desaparecido...




"Foi magia!" - Gritou a Iara entusiasmada.
Foi uma magia mesmo muito especial, porque o açucar não desapareceu... Tranformou-se... Ele ainda lá estava... Só não se via porque estava todo misturadinho com a manteiga.
Como é que sabemos? Ora, porque provámos a mistura e era doce. Se era doce então tinha... Isso mesmo, açúcar! Porque é o açucar que faz as coisas ficarem doces. Depois resto já podem imaginar...
Foi um dia cheio de travessuras e depois comemos os bolinhos que estavam... DE-LI-CI-O-SOS!