quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Querem conhecer os novos talentos da nossa sala? Então venham connosco assistir ao primeiro contacto das nossas crianças com Mozart e ao acompanhamento que elas fizeram de uma das obras de Mozart. A professora de música explicou a pauta. Depois distribuíu os  instrumentos e eles, lendo a pauta. começaram a tocar. E não é que para primeira vez ficou fantástico?

video

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Talentos...

Ontem fomos ao teatro...
Já há muitos dias que os mais velhos andavam a preparar um teatro de fantoches para nós... Construíram os personagens com papel e palhinhas, o Henrique escreveu o guião e a caixa que andamos a preparar serviu como cenário. Foi uma festa...
Claro, que depois de verem os artistas, todos quiseram experimentar e, mesmo de improviso e usando os fantoches da sala, em grupos de três, lá foram tentando a sua sorte. Eu, que tinha como missão filmar as atuações, fiquei quietinha e em silêncio, para não abafar as falas, mas foi impossível não me maravilhar com os talentos que iam desfilando mesmo ali, bem à frente dos meus olhos. Aqui ficam dois grandes artistas...

video
 
E também aqui fica o Henrique a "ler" uma parte do seu guião!
 
video
 
 
 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Já sei escrever!

 
As letras estão na ordem do dia e alguns meninos começam a descobrir a sua importancia.
Tudo começou quando, logo depois do Natal, o Henrique começou a escrever as suas histórias. e tem sido uma descoberta sem fim. todos os dias vão descobrem uma novidade e vão um bocadinho mais longe. E eu fascinada observo e ganho cada dia uma maior admiração por estes meninos tão pequenos ainda mas que se  superam e vão além de si próprios,das suas inseguranças e medos e sem olhar para trás, em passadinhas bem pequenas, vão descobrindo a imenso e fascinante mundo da leitura e da escrita. E como é que se lá chega? É simples... Brincamos, brincamos muito... Às palavras, às rimas, aos ritmos e sem nos apercebermos vamos treinando a fonologia e aprendendo que as palavras são feitas de letras que por sua vez correspondem a determinados sons. a mim compete-me motivar e retirar-me de sena de modo a dar espaço à descoberta e à consolidação...


 

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

É branca, fria e leve...



Estamos no inverno e andamos muito curiosos. Desde o Natal que se fala de neve, como é, qual a sua cor, de onde vem, porque é que os nossos amigos Romenos e Polacos têm tanta e nós não? Já tínhamos visto como e onde se formava o gelo, já tínhamos experimentado tocar-lhe, segurá-lo, derretê-lo, prová-lo, mas a neve continuava um mistério, até que... Pois é, até que a nossa amiga Beatriz Pinto foi à Serra da Estrela e lembrou-se de nós... Brincou, divertiu-se e trouxe... Conseguem imaginar o quê? Isso mesmo, uma caixa cheia de neve. Foi uma festa!


 




Agora já sabemos que é leve, fria e branca... Gostámos mesmo de conhecer a neve!
Obrigado Beatriz!
 
 

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Hoje estou muito triste! Mãe, posso casar com a Maria Inês?

Hoje foi dia de voltar às aulas. Como estávamos todos cheios de saudades foi muito bom reencontrar os amigos logo pela manhã. As novidades eram tantas que nem nos conseguíamos ouvir.
Foi um dia bom e cheio de coisas diferentes. Querem saber quais? Vamos lá começar...
Logo pela manhã o Afonso Catalão, que é o mais novinho da sala, chegou muito aborrecido... Trazia uma senha de almoço em cada mão e cara de zangado (acho que ainda estava com sono...). Quando lhe perguntei o que tinha respondeu prontamente: "Oh Luz, a minha mãe hoje não me quer dar mais senhas... E eu quero mesmo comer cá!"...
Mas o mau humor continuava e quando um amigo falou do dia dos namorados o Afonso começou novamente a chorar... Lá lhe peguei de novo ao colo e ele disse-me que estava triste porque a mãe não o deixava namorar com a Maria Inês. "A minha mãe diz que eu ainda sou muito pequeno e eu já sou crescido. Até já ando nesta escola dos grandes"...Lá o consolei como pude e o Afonso foi brincar... Á tarde alguns meninos pediram-me para fazer um cartão do dia dos namorados. Cotei um coração e eles começaram a decorá-los. Diz o Afonso: "Luz, tive uma ideia. Posso fazer um cartão para a minha mãe?" E lá foi todo contente preparar o seu cartão. No final pediu-me para escrever uma mensagem que dizia...
 
Vejam lá se o Afonso não está mesmo crescido?
O Santiago criou um novo modelo de óculos... Os óculos de chocolate...
 

Os espinafres da nossa horta começaram a aparecer comidos
 
 

e nós temos andado a investigar, para ver se descobrimos quem será o comilão . Hoje encontrámos o culpado... É um dos caracóis que o Tiago deixou escapar do caracolário. Foi a Joana que o descobriu bem no cimo da árvore que está plantada na horta. Segundo ela é um caracol muito "esperto", pois vive na árvore da horta e quando tem fome só tem que descer o tronco. "Mas só desce quando os meninos cá não estão, deve descer de noite, porque assim nós já não o podemos apanhar."

Hoje no recreio a Joana, o Rodrigo V. e o Rodrigo A. inventaram uma brincadeira nova... "Um passeio no dia dos namorados". O Rodrigo Vicente era o pai e guiava a mota. A Joana era a mãe e ia atrás e o Rodrigo Aiveca era o motor e empurrava, porque a mota está estragada e já não anda sozinha...

Já estamos a trabalhar a toda a velocidade no nosso novo projeto etwinnig que é sobre pássaros. Hoje fomos buscar a caixa grande do computador novo, porque vamos precisar de a reciclar... Alguém consegue adivinhar no que é que ela se irá transformar?


Hoje ficamos por aqui... Amanhã logo vos contaremos mais novidades!



 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

"O rei vai nú"

Poderia muito bem ser a mesma história...
Os personagens  e as motivações são diferentes das conto de Anderson, pois neste caso não se trata de dois espertalhões a explorar um dos defeitos de um incauto rei qualquer, para quem a vaidade e as aparências eram mais importantes que tudo o resto... (até parece escrito nos dias de hoje e para a realidade do mundo atual)
No nosso caso não se trata de vaidade, mas sim do peso que a opinião dos outros tem sobre as nossas opções e atitudes, mesmo quando se é muito pequeno.

O Henrique trouxe para a escola a latinha vazia dos chocolates de Natal e, no recreio, pediu-me que me sentasse ao seu lado para me contar tudo o que sabia acerca da latinha. Era obvio que para ele a latinha não só era muito importante, como afetivamente lhe trazia muito boas lembranças pois, meio da conversa, confidenciou-me que adorava que aquela latinha fosse mágica. Eu encantada com o que estava a ouvir, deixei-me levar pela doçura do momento e disse-lhe que isso era bem fácil de conseguir, pois a magia, tal como a amizade, consegue-se com o apoio dos amigos. Por isso, chamámos alguns amigos que por ali passavam e pedimos ajuda para transformar aquela latinha normal, numa latinha mágica. Combinámos as palavras e os gestos que tínhamos que dizer em conjunto e... assim fizemos. As palavras mágicas eram: magia, magia, vem para esta latinha e o gesto, de que fui dispensada pois, segundo a Joana "já tenho bués de anos, como a avó dela, e por isso já não posso fazer estas coisas" era fazer o pino de encontro à parede da sala. Após termos feito estas duas coisas a latinha ia transformar-se numa caixa de segredos... E assim foi.
Depois de dizermos as palavras mágicas, os rapazes foram muito corajosos e fizeram o pino...

 
E... Não é que a magia aconteceu!
 
 
Dissemos muitos segredos para dentro da caixinha...E o Henrique conseguiu ouvir tudo...
 
 
Não acreditam?... Podem acreditar porque pelo menos o meu segredo ele conseguiu ouvir. Como é que eu sei? Porque ele me disse que o meu segredo era: "Henrique, eu gosto muito de ti!".
E era mesmo!
 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Olha...



Eu nunca me lembro que o campo de visão das crianças é bem diferente do meu...
Na sexta feira, enquanto desfilávamos, ao passar por uma palmeira baixinha, o Santiago comentou com o Tomás que ia ao seu lado: "Olha Tomás, acho que encontrámos a árvore onde nasce o ananás". Com o meu espírito de professora à flor da pele, aproximei-me para o desmentir e explicar que o ananás vem de uma planta bem diferente. E como eles são baixinhos, baixei-me para ficar ao seu nível e, quando olhei para trás... Era mesmo verdade, a palmeira parecia um ananás gigante! Por isso calei a minha sabedoria e apreciei a conversa... Resposta pronta do Tomás: " Mas não vejo nenhum... Devem estar lá para cima... Um dia vou pedir ao meu Pai que é muito alto, para vir cá procurar comigo. Mas agora tenho que estar com atenção, senão depois não sei o caminho para cá voltar"... E lá foram os dois, de mão dada a conversar. E eu? Eu, quando o dia acabou, vim para casa pensar... Será que um professor pode deixar uma criança com um conceito errado? Claro que não, mas por vezes há que saber ouvi-los, e se para respeitar as conclusões das crianças é preciso calar a nossa sabedoria, então calemo-nos!
É que por vezes parece-me que é mais importante saber calar aquilo que sabemos, não os emendar e deixá-los livremente observar, pensar, tirar conclusões e partilhar a reflexão sem medo de ser corrigidos, sobretudo em público. Mais importante que saber qual é a planta do ananás, é deixar que o Santiago, o Tomás e todas as crianças, consigam transmitir sem medo os seus raciocínios e as suas conclusões.
E agora apetece perguntar se os vou deixar assim mesmo, com o conceito errado? Claro que não. Pelo sim, pelo não, já preparei uma apresentação que permite associar os frutos às plantas que lhe dão origem. Vamos lá ver o que vai sair daqui…
 

A planta do "ananás" do Santiago, visto da sua altura. Observem bem e vejam lá se não parece um ananás gigante?
 
 



Viva o Carnaval...

Fizemos as máscaras,
muito decoradas.
Pintámos palhaços,
Com roupas trocadas.

Desenhámos circos,
Touradas também,
sorrisos e sonhos,
Sem esquecer ninguém.


E quando, por fim,
O carnaval chegou,
Vestido de sonhos,
Todos conquistou.

Já todos em fila,
estamos de saída.
vamos para a rua,
Sorrir para a vida.

Mas que belo dia,
nós hoje tivemos.
Um dia como este,
Nunca esqueceremos.


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Internet Segura



Hoje, dia 5 de fevereiro, é o dia da Internet Segura.
"Esta é a oportunidade perfeita para introduzir, ou reforçar, o tema da Segurança na Internet entre alunos, professores, assistentes operacionais, encarregados de educação e pais, bem como consolidar os conceitos que, eventualmente, terão sido, ou virão a ser, abordados na sala de aula.
 Este ano, o tema aglutinador é “Os Direitos e os Deveres na Internet” e o slogan "Liga-te, mas com respeitinho…". 
O objetivo é a promoção da navegação crítica, consciente e segura, na Internet, da comunidade educativa e o lema, centrado no utilizador, é o seguinte:"Tu decides por onde vais."
Partilho convosco o Guia para os pais, um manual que me perece ser de grande utilidade.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Novos amigos


Já chegaram à nossa sala os nossos dois novos amigos. Têm duas patas, um bico, o corpo revestido de penas, comem sementes e fruta e estão a aprender a viver entre nós. Isso mesmo são dois passarinhos, mandarins e fazem parte da grande família dos passeridae, tal como os seus primos, os pardais. São oriundos da Austrália e da Indónesia e de Timor, mas também gostam muito de viver em Portugal e no Brasil.
Querem conhecê-los?
Eles são:
O Óscar, que tem a barriga branca, o dorso beje, bochechinhas laranja, a cauda e o papo castanho escuro com bolinhas brancas. É muito simpático e está a aprender a cantar a canção do "Chinês", pois de cada vez que nós a cantamos, ele vai "piando" ao mesmo tempo.

 
 
E a Luna, que tem o dorso beje, a barriga branca a cauda beje escuro e duas "lágrimas" pretas por baixo dos olhos. Também é muito simpática e parece gostar de forma especial da canção do "Sabiá", pois acompanha-nos com grandes pius de cada vez que a cantamos.
 
 

Já se adaptaram muito bem à sua casa nova, uma gaiola branquinha e amarela que a Ed. Magda nos ofereceu.

E porque é que eles vieram viver para a nossa sala? Porque nós, juntamente com os nossos amigos Polacos e Búlgaros, estamos a iniciar um novo projeto eTwinning, desta vez sobre pássaros. Se quiserem conhecê-lo melhor podem ir visitar o blogue do projeto a http://etwinnigflying.blogspot.pt/.
Estamos muito felizes por termos os nossos amigos aqui na sala connosco e estamos a preparar o seu "kit" de viagem pois, logo após a interrupção letiva do carnaval, eles vão começar a ir passar o fim de semana a casa do menino ou da menina que se portar melhor durante a semana.
Vamos ver como é que vai correr.