domingo, 18 de novembro de 2012

2012, Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Intergeracional

   "Eu e a minha avó" - Rita Branco Rodrigues

Neste Ano Europeu do envelhecimento ativo e da solidariedade intergeracional, deixo-vos com um video de Po Chou Chi, que nos fala da vida tal como ela é...
Uma boa semana.



11 comentários:

Rita Neves disse...

Simplesmente maravilhoso

Rita Neves disse...

Simplesmente maravilhoso.

Fernando disse...

Hoje, fui levado pelo tempo. Recordei os meus avós....recordei a canja da minha avó Benedita, as couves a monte da minha avó Catarina, os cogumelos e as cabras do meu avó José, as histórias de outros tempos do meu avô António. Recordei aqueles braços tão grandes, cheios de ternura. Saudades. Naqueles dias, tudo era fantástico, eles tinham o poder de curar todas as feridas. Tenho todos eles no meu coração, que foi moldado pelos seus sábios valores e ensinamentos. Obrigado Luz.

rosarinho disse...

Que maravilha Luz! Adorei! Obrigada por partilhares! Vou levar.
um beijinho:)

C.T.L. S. Bento de Valejas disse...

Sem comentários Luz!!!
Uma história sem palavras mas com tanto para dizer, e que deixa tanto para pensar!!!
Emocionante mesmo!
Um grande beijinho e continue a partilhar emoções!!!

C.T.L. S. Bento de Valejas disse...

Verdadeiramente emocionante!!!
Uma história sem palavras e com tanto para dizer e tanto para pensar!!!
Obrigada Luz!
Continue a partilhar emoções!!!

Margarida disse...

Um filme tão simples!
Uma mensagem tão profunda e significativa!
Uma lição de vida que me conseguiu arrancar uma lágrima.
Bem haja a quem teve a sensibilidade de o produzir e a quem teve a amabilidade de o partilhar.
Obrigado Luz
Um grande beijinho

Maria da Luz Borges disse...

De nada Margarida! É sempre um prazer compartilhar!

Marta disse...

O meu pai faleceu a semana passada e ver agora este filme fez-me refletir muito sobre o sentido da nossa vida... Fiquei muito emocionada.Obrigada
Marta Pinto (mãe do Rodrigo Dias)

Marta disse...

O meu pai faleceu a semana passada e ver agora este filme fez-me refletir muito sobre o sentido da nossa vida... Fiquei muito emocionada.Obrigada
Marta Pinto (mãe do Rodrigo Dias)

Maria da Luz Borges disse...

Olá mãe do Rodrigo
Fiquei muito triste com o que me contou... Sei o que a sua perca representa pois há muitos anos também perdi o meu pai e, amor desinteressado como o do nosso pai não há mais nenhum, e olhe que eu tenho dois irmãos com quem me dou muito bem e um marido fantástico, mas pai é pai, não tem substituição no nosso coração...Mais uma vez não sei o que dizer, mas quero deixar-lhe dois links aqui do blogue com as conclusões de duas das crianças... Tocaram-me profundamente. http://pequenospassos-luz.blogspot.pt/2012/05/professora-onde-esta-o-meu-avozinho.html e http://pequenospassos-luz.blogspot.pt/2010/04/morrer-e.html. Estou consigo neste momento de dor!
Luz