sábado, 10 de novembro de 2012

Agora não posso...

A cena é simples...
Na casinha, numa grande confusão, ou não fosse esta uma turma barulhenta, brinca-se com empenho e com afinco. A Joana que é mãe, põe a mesa, sacode atoalha, lava a loiça num labor que me cansa só de olhar...

O Guilherme monta a sua barbearia e barbeia o seu cliente habitual, o Rodrigo Coelho...

 
 
Enquanto eu jogo ao ludo com algumas crianças que gostam de contar. Do meio do barulho sobressaem, de vez em quando, uns latidos, sinal que havia animais em casa... Abeiro-me da casinha e peço a uma das crianças:  - Desculpa filho, podes dar-me esse prato que está aí caído, por favor. Resposta pronta: -Desculpa Luz  mas agora não posso. É que eu agora sou cão!
E lá teve a mãe que fazer o que fazem todas as mães. Apanhou o prato e arrumou-o no lugar.
Voltei para a mesa e ainda não tinha aquecido o lugar quando ouvi chorar. Levantei-me a correr, e perguntei à criança que chorava... - O que foi filho, o que foi?
-Foi o ... que me mordeu, ele mordeu-me com força!
Apontando o dedo ao culpado perguntei indignada: - Então, amigo, o que é que se está a passar?
A justificação não se fez esperar. -Então... tu não sabes que eu sou cão!



7 comentários:

Gabriela disse...

É obvio Luz...alguns cães mordem!

Cristina Lares disse...

Onde é que eu já vi isto???
ahahahahaha
És fantástica Luz.
beijos

Fernando disse...

Para a próxima, e no cumprimento da Lei! O cão deve estar de trela. Tente saber qual é a raça, pois em algumas, existe a obrigatoriedade de o ter com açaime!!! É agora que me vão bater!
Apesar de haver um menino que se magoou, não fui capaz de não rir!Enfim, apenas imitou bem! Bom trabalho.

Maria da Luz Borges disse...

Obrigado Pai Fernando. Mas não se preocupe que o cão era mansinho, só muito disparatado e mordeu devagarinho... Nem deixou sinal na dentada. A sorte é que o frio já está a chegar e eles já trazem mais roupa :)portasnto nenhum cão dos nossos a consegue atravessar. Entretanto já descobri o "rasga calças". É numa das mesas novas do recreio e acho que não tem solução. Também já lá rasguei a minha bata. :(

Fernando disse...

Ora bolas! Vamos falar, assim, mui simpáticamente, com os nossos amiguinhos da CMO! Pode ser que eles tenham a solução!?

Ana Peixoto disse...

Ainda bem que o "cão" era dos mansinhos!!;)
Beijinhos.
Ana Peixoto

Ana Peixoto disse...

Ainda bem que o "cão" era dos mansinhos!!;)
Beijinhos.
Ana Peixoto