segunda-feira, 14 de março de 2011

Abstracto...

Hoje o Diogo veio sentar-se ao pé de mim. Numa mão trazia uma folha em branco e na outra o seu material de desenho. Pegou numa caneta vermelha e, com aquele traço firme que só ele consegue ter, começou a riscar... E da ponta da caneta começaram a surgir algumas formas que me pareciam animais. Depois pegou no amarelo, no verde e no castanho e preencheu o resto da folha. Mas tudo isto com muita harmonia e "à velocidade da luz", como só o Diogo sabe fazer. Depois olhou para mim e perguntou:  - Professora, o que é que isto te parece?.
- Tanta coisa...  - Disse,  mas lembrando-me da jiboia do principezinho, calei o que via, com medo de errar. Perante a minha indecisão, explicou:
- Não vês, isto é um desenho abstracto. Daqui para a frente acho que só vou fazer desenhos abstractos... Sabes o que é abstracto? Abstracto é um desenho que parece que não tem nada desenhado, parece que só tem riscos, mas afinal tem muitas coisas dentro dele!
Que encanto!!!
Quantas coisas que eu aprendo com eles!!!

7 comentários:

Isabel Preto disse...

Esse Diogo é um pequeno génio! Quem se lembraria de dizer que um desenho abstracto parece que não tem nada, mas tem muita coisa dentro?Fantástico.

rosarinho disse...

Uma delícia esta partilha! bjs Rosarinho

Teresa e Helena disse...

Luz, Maravilhoso!Aprendemos todos os dias e de uma forma fantástica!Surpreendem-nos e sabe tão bem...
bjs Teresa Rebelo

mfatima disse...

Para além dessa estrelinha que é o Diogo e que sabe tanto, retirei para mim esse ensinamento teu...ficar calada para ouvir...e descobrir o que vem a seguir sem nos adiantarmos.
Bj
Fátima

Cristina Lares disse...

Adoro vir aqui espreitar.
Voçês têm Luz própria!!
Beijitos repenicados!!!

sarafigueiredo17 disse...

E ao fim de tantos anos, ainda nos conseguem surpreender tão facilmente.
A ingenuidade da descrição, faz inveja a qualquer adulto.
Parabéns Diogo
Parabéns Maria da Luz por nos dares a conhecer estes pequenos tesouros.
Bjs

rute disse...

São estes e outros momentos que nos fazem continuar a acreditar que a Educação de Infância é um verdadeiro tesouro se soubermos olhar para ele e ver que, apesar de poder parecer que não tem nada, tem tanta coisa lá dentro.

Beijos e obrigada pelas vossas maravilhosas partilhas que têm tanta coisa dentro