terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Será?

O João, o benjamin da sala, anda um pouco confuso... Temos mesmo que trabalhar os afectos. Porquê?
Bom, a razão é simples.
Eu e a Ivone, uma Mulher fantástica e uma auxiliar de mão cheia, que tem uma vitalidade incrível e que é um tesouro insubstituível, entendemo-nos como "Deus e os anjos" e não só partilhamos muitas coisas, como falamos e tentamos, em conjunto, superar os desafios e as dificuldades com que diáriamente nos confrontamos. Não fazemos nada de especial, apenas procuramos que aqueles que estão à nossa volta, sejam crianças ou adultos, se sintam bem e em casa. Em resumo, pensamos da mesma forma e entendemo-nos às mil maravilhas.
Ora ontem... Ontem o João estava com soninho e naturalmente foi aconchegar-se ao colinho da Ivone, que com o seu estatuto de Bisavó deve ter um colinho mesmo bom. E vai daí, conversa puxa conversa e o João pergunta:
- Então Ivone, quando é que te casas?
-Eu? Ó João, mas com quem é que tu queres que eu case?
 Diz o João muito sorridente - Olha, acho que podia ser com a Luz. Vocês são tão amigas!
(E agora digo eu: - Ivoninha, gosto mesmo muito de si, mas casamento, nunca!)
Fico deliciada e comovida com a inocência deste olhar!
Que belo é o olhar duma criança!

4 comentários:

Isabel Preto disse...

Oh, Luz! É desses momentos puros, que nos deliciamos. Tu, então, com esses miúdos ainda tão pequeninos, deves deliciar-te.
Beijinhos.

Laura Rodrigues, Ed. disse...

AHAHAH...os miúdos têm cada conversa! Tive de me rir e que bem que me soube, pois não era uma anedota, nem piada, mas simplesmente uma conversa inocente que demonstra bem o coração puro das crianças. Infelizmente é o meio social que depois os corrompe. Gostar muito de alguém e dizê-lo com a franqueza que é caracteristico das crianças, é simplesmente maravilhoso, porque vem do coração.
Parabéns pela vossa amizade, porque se transparece assim aos olhos de uma criança, é porque o vosso trabalho é permiado com a excelência Humana das duas E TUDO ISTO EM PROL DOS MENINOS(AS). Beijinhos...

Alda disse...

Fantástico. Beijinhos

Rita disse...

Ok... Chorei a rir, mas é verdade... Temos que trabalhar os afectos e partir do princípio que nada é óbvio para uns inocentes olhos de 4 anos!!! :)

Uma coisa é positiva nos tempos que correm: associar o casamento a sintonia e amizade tem mais que se lhe diga! O resto... pois, havemos de desbravar!

Obrigada por toda a sintonia e amizade que transmitem a estes meninos! Significam, e hão-de significar muito, para estas pessoinhas boas que estamos a ajudar a crescer!