quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Um circo cheio de crianças...




É verdade; O circo de Natal estava mesmo cheio de crianças... Não posso dizer ao certo quantas eram, mas eram para cima de um milhar... dos muitos Jardins de Infância do Concelho.
Conseguem imaginar uma tenda imensa, com o tecto cheiinho de estrelas e as bancadas a abarrotar de crianças de todas as cores? Realmente um espectáculo único!...
E eu que até nem sou grande fã das artes circenses, rendi-me à magia do momento!
Afinal o espectáculo até foi agradável e as crianças portaram-se como gente grande, só que sem assobios e valorizando tudo plenamente, como só as crianças sabem fazer.
E depois?
Depois a magia aconteceu e eles viram tudo aquilo que a sua sensibilidade e a sua inocência lhes permitiu ver. O Rodrigo, por exemplo, viu o "Homem Aranha em pijama", pois o trapezista usava um fato branco. A Matilde viu um "dragão a cuspir fogo", mas chegou à conclusão que "não era "da natureza", porque os dragões da natureza parecem lagartixas, não deitam fogo pela boca e aquele era um homem". E estas conclusões ainda vão dar direito a pesquisa e trabalho sobre repteis (Blhach, o que eles me obrigam a pesquisar!!!). Só o Hugo, que já lá tinha ido com as irmãs, é que sabia explicar tudo com a clareza e o raciocínio lógico tão característico dele. Só tenho pena que as cadeiras estivessem em fila. Se estivéssemos mais perto uns dos outros, certamente eu aprenderia mais coisas, pois conseguiria ouvir muito mais comentários.
À Câmara Municipal de Oeiras que nos possibilitou esta manhã diferente (em que eu me fartei de aprender e também ri um bom bocado...) um imenso Obrigado! Foi um bom presente de Natal!

Sem comentários: